domingo, 18 de novembro de 2012

Ocitocina, hormônio do amor materno


ocitocina-o-hormonio-do-amor-materno

                                       Getty Images

Produzido numa região do cérebro que regula as emoções, o hormônio faz com que a mãe se sinta apaixonada pelo bebê, fortalecendo o vínculo afetivo de ambos
O simples toque da mãozinha ou da cabeça do bebê sobre a mama da mulher, durante a amamentação, estimula a liberação de um hormônio chamado ocitocina, responsável por dar início ao fluxo de leite. Ele é produzido pela glândula pituitária numa região do cérebro chamada hipotálamo - a mesma que regula as emoções. Quando chega às mamas, levado pela corrente sanguínea, estimula a ejeção do leite pelos alveólos internos, pequenas glândulas em que o alimento é produzido.

A ocitocina também está por trás da sensação de calma, satisfação e alegria que a mãe experimenta enquanto nutre seu filho. "Esse hormônio faz com que ela se sinta apaixonada pelo bebê, o que fortalece o vínculo afetivo entre os dois e facilita o processo de amamentação", diz o pediatra Marcus Renato de Carvalho, da Clínica Interdisciplinar de Apoio à Amamentação, no Rio de Janeiro.

fonte: http://bebe.abril.com.br/materia/ocitocina-o-hormonio-do-amor-materno 



Nenhum comentário:

Postar um comentário